O Feliz Natal e as Redes Sociais

As redes sociais vieram para ficar, não restam dúvidas, a questão é: iremos utiliza-la de maneira satisfatória e benéfica, ou iremos utiliza-la de forma irresponsável ou de modo a substituir coisas que eram úteis e que com a chegada das redes sociais, se tornaram inúteis.

Por exemplo, a forma como desejávamos feliz natal no passado tinha sentido, era satisfatório receber um cartão de natal escrito à mão, completamente personalizado, com seu nome, endereço, onde o remetente expressava todo sentimento e atenção que tinha por você, você sabia que ele teve a preocupação de escolher um cartão com uma mensagem adequada exclusivamente para você, que ele foi até uma loja, escolheu o cartão com a mensagem certa, pegou uma fila para fazer o pagamento no caixa, ao chegar em casa escreveu uma mensagem especialmente para você, e quando o carteiro te entregava e você abria, você se sentia feliz, se sentia especial, aquilo realmente expressava o carinho daquela pessoa.

Hoje, nos tempos de redes sociais, quanto mais cartões você recebe pelas redes sociais, mais irritado você fica, o “feliz natal” de hoje não tem o mesmo sabor do “feliz natal” de 20 anos atrás, eu não sei em vocês, mas em mim causa raiva, incômodo, perda de tempo, esse ano eu recebi mensagens de “feliz Natal”  de pessoas que nunca me deram um bom dia, que nem sabem que eu existo e o pior de tudo, recebi também memes de “feliz nata” de pessoas que me amam, mas que me enviaram mensagens sem ao menos saber que estavam enviando para mim.

Nada errado em usar as redes sociais para enviar cartões de felicitações, mas, em respeito à pessoa para quem estamos enviando, façamos de forma personalizada, edite a imagem e escreva o nome da pessoa no cartão, isso irá mostrar apreço, isso irá fazê-la se sentir especial, mas se você pega um cartão da internet, com uma mensagem genérica e envia para todos os seus contatos do telefone via Whatsapp, isso é triste, é impessoal, não expressa nada, a não ser a sua preguiça e falta de consideração para com aqueles que você diz amar.

Eu deletei todas as mensagens que  me enviaram, não abri nenhuma, só respondi à mensagens que chegaram personalizadas, verdadeiramente endereçadas a mim e carregada de energias de carinho e afeto, mensagens genéricas e enviadas para todos ao mesmo tempo não expressa nenhuma afeição e sim indiferença.

No próximo natal, façamos como nossos pais, que saiam uma semana antes e escolhiam um cartão para cada pessoa e escreviam diretamente uma mensagem para aquela pessoa.

Que tal o ano que vem, na véspera do natal sentarmos diante do nosso computador e fazer um cartão digital personalizado para cada um de nossos amigos?

Por Washington Pêpe

~epe

Esta entrada foi publicada em Deveres Sociais. Adicione o link permanente aos seus favoritos.